Faça um case para seu leitor de ebooks usando uma caixa de DVD

Olha que legal: uma caixa de DVD comum funciona muito bem como case de transporte para um Kindle, Kobo e alguns outros modelos de leitores de livros digitais. Ou seja, se seu dispositivo tiver medidas de até 185 x 120 x 10 mm provavelmente cabe dentro de uma simples caixa de DVD. É rápido de fazer, eficiente e barato.

Você vai precisar de:

    Uma boa caixinha de DVD que feche bem.
    Um pedaço de TNT ou tecido fino e macio
    Cola escolar ou cola quente
    Dois pedaços pequenos de bastão de cola quente ou algo similar
    Dois pedaços de papel cartão ou papelão do tamanho do ereader
    Tesoura, faca ou estilete e um alicate

caixa1

Comece soltando o plástico da capa e cortando o suporte central onde vai preso o disco, deixando apenas as beiradas laterais que vão firmar o aparelho para que ele não fique dançando para os lados. Cuidado para não rachar a caixa toda.

Se você conseguir retirar apenas o necessário para encaixar o tablet, melhor, não vai precisar usar o cartão como reforço na parte traseira, mas isso é difícil de conseguir.
caixa2

Quebre as duas linguetas da parte interior, cole o cartão de papel grosso ou papelão na parte traseira da caixa e prenda novamente por cima o plástico da capa.

caixa4

caixa5

Cole o forro de TNT ou tecido e o cartão que vai proteger a tela do ereader. Quanto mais rígido esse cartão for, melhor, desde que seja fino e leve.

Usando o próprio aparelho como gabarito, fixe os dois pedaços de qualquer coisa na parte superior e inferior para que ele não fique sambando dentro da caixa durante o transporte. Dois pedacinhos de bastão de cola quente envoltos por TNT funcionam bem.

caixa7

caixa8

Pronto! Agora arranje uma capa bacana (ou nada a ver, como a minha) e corra pro abraço.

caixa9

 

Conheça a Bibliomat, uma máquina de venda de livros usados

Em tempos de ebooks, tablets e Amazon prestes a aportar no Brasil, os caga-sebistas precisam rebolar e se reinventar para continuar nos negócios. Que tal uma máquina automática que vende livros usados aleatórios baratos?

Essa foi a ideia de um livreiro maluco do Canadá. Eu achei muito legal, com certeza ajuda bastante a vender aqueles livros velhinhos e esquecidos que mesmo sendo baratos não atraem atenção.

Confira o vídeo:

The BIBLIO-MAT from Craig Small on Vimeo.

via Engadget

Substituindo o firmware do Positivo Alfa

Vou ensinar em primeira mão como habilitar todas as funções do Positivo Alfa.

detalhe1 Se você leu meu post anterior, sabe que o leitor de livros digitais lançado pela Positivo no mercado brasileiro é um aparelho que vem sendo vendido com sucesso em várias partes do mundo. Também deve saber que na versão brasileira muitas funções estão desabilitadas.

Caso você esteja com receio de comprar o aparelho por imaginar que não vale a pena, ou está triste por saber que o aparelho que você comprou poderia ter mais recursos, eu trago boas novas!

Robertão esteve recentemente na Espanha, visitando uns hermanos. Ao comentar sobre minha tristeza com as limitações do meu e-reader, um amigo me indicou o site de um fabricante de lá que disponibiliza o firmware do aparelho.

Enchendo o peito de coragem e vencendo o medo de inutilizar o bagulho, me arrisquei a instalar o firmware da versão espanhola. Executei o procedimento de atualização e tive a feliz surpresa de ver todos os recursos do Positivo Alfa passarem a funcionar!

Agora é possível ver fotos e desenhos (abre arquivos JPG, PNG e BMP) e tocar arquivos MP3 (tem um pequeno falante interno, além da saída de fones de ouvido). O navegador web e a parte de wireless estão habilitados também, mas minha rede não foi detectada, então essa parte eu não sei se funciona [Atualização: o hardware necessário não está presente nessa versão do e-reader, então não há como acessar redes wi-fi].

Em contra partida, perdi o Dicionário Aurélio, incluso de fábrica, e precisei usar o idioma OSD em inglês, pois não há tradução para português (mas ucraniano tem, caso você seja fluente).

ESPERAR PELA ATUALIZAÇÃO OFICIAL DA POSITIVO?

É de se esperar que a Positivo disponibilize em breve um firmware para que qualquer consumidor possa atualizar seu aparelho e habilitar todos os recursos, visto que esse bloqueio de funções foi uma tentativa de baixar impostos de importação que não teve êxito. Por algum problema de prazos ou logística, o aparelho acabou vindo bloqueado mesmo assim? Também é lógico imaginar que os próximos lotes do aparelho virão na versão full. Acredito que, já que pagamos o preço equivalente ao produto completo, temos o direito de usá-lo com todos os recursos funcionando. Sim ou não?

Cabe a cada comprador do aparelho decidir se vai esperar esse “recall” oficial ou procurar na Internet algum quebra-galho.

TEM UM PROCEDIMENTO CERTINHO

Como eu não gosto de esperar, fui atrás e encontrei uma solução. E por ser o blogueiro mais gente fina do universo conhecido, vou mostrar para todo mundo o caminho das pedras. Então, vamos lá:

  1. Entre no fórum do fabricante espanhol http://www.nvsbl.es/foros/ e baixe o firmware mais recente.
  2. Descompacte o arquivo num cartão micro SD.
  3. Coloque o cartão no aparelho e vá em “configurações avançadas” e clique em “atualizar firmware” (veja aqui um passo a passo com fotos [ATUALIZAÇÃO: esse link não funciona mais. Use o guia da própria Positivo]).
  4. Aguarde. Se der erro ou aparentar travamento, não se desespere, siga as orientações que você encontrar no fórum.

Também existe outro fabricante espanhol que disponibilizou o firmware em seu site: http://www.booqreaders.com/pt/download. Eu optei pelo primeiro porque oferecia um firmware mais atual. Acredito que seja possível testar outros firmwares, mas achei melhor não abusar… [Atualizando: mais um firmware – versão holandesa do e-reader – http://teknihall.com/index.php?id=1001&L=0&type=777]

POR SUA CONTA E RISCO

Atualizar um firmware é um procedimento que envolve um certo risco, embora seja uma possibilidade remota algo dar errado. Quem já atualizou um bios de PC com o c* na mão sabe do que estou falando.

Aparentemente, fui o primeiro consumidor brasileiro a fazer essa maluquice. Que honra, acho que vou chorar de emoção… Agora é sua vez. Faça por sua conta e risco. Se o aparelho virar uma pedra, inerte, a culpa é somente sua.

Só o homem penitente passará. Boa sorte.