Doando sem por a mão no bolso

Conversando hoje com um amigo fiquei feliz ao saber que ele recuperou uns 200 reais de impostos através da Nota Fiscal Paulista, boa parte somente em compras de supermercado.

Essa é uma coisa muito bacana criada pelo governo do estado, uma forma de estimular o comércio formal. No meu sebo também emito nota fiscal paulista, mas lá é raro alguém solicitar nota. Já os mercados as emite automaticamente e em ritmo industrial.

Eu não me engajei nessa de dar meu CPF para depois recuperar a diferença dos impostos. Sou preguiçoso e tenho pressa quando estou comprando minha cerveja gelada. Me acostumei a acelerar o processo dizendo sempre “não precisa” quando me perguntam do CPF.

Por outro lado, criei o hábito de sempre pegar o cupom fiscal e jogar numa dessas urnas de instituições de caridade que às vezes encontramos no caminho da saída. Faço isso meio sem pensar, no automático.

Veja, eu nunca fiz uma doação na vida, dessas que a gente faz a uma instituição por telefone ou boleto. De repente percebi que estou doando da maneira mais simples e rápida, através da nota fiscal paulista. Legal, né?

Veja aqui um exemplo de como isso funciona. Para saber mais sobre a nota, vá até o site oficial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s