Coisas que aprendi num mês de Twitter

Já faz mais ou menos um mês e meio que soltei o aviso de que começaria a usar o Twitter. Hoje compartilho com você, meu leitor fiel, o que penso que lá aprendi nesses primeiros dias:

O que você escreve pode repercutir e ir longe

Polêmicas e digladiações são comuns no Twitter, às vezes vão tão longe que acabam na mídia. Pensar duas vezes antes de escrever previne um bocado de mal entendidos. Parece óbvio? Na prática acaba sendo difícil. O Twitter ajuda a ventilar o que há de melhor na cabeça das pessoas, e também o que há de pior. Da mesma maneira que outras redes sociais, é povoado por muitos haters e trolls. Olhe onde pisa e lembre-se que o peixe morre pela boca.

Conseguir contato direto (e inteligente) com seus ídolos

Quem nunca experimentou de verdade o Twitter, imagina que nenhuma celebridade ou famosidade perderia seu tempo escrevendo regularmente lá, e que quase todos os perfis de gente famosa são falsos. De fato, existem muitos perfis falsos, e de todos os tipos, inclusive perfis atualizados por assistentes ou usados apenas para promoção, mas existem também muitos artistas que tuitam regularmente e mantem contato real com seus seguidores. Não é raro encontrá-los e muitas vezes são agradavelmente surpreendentes. Apenas não seja um fã babão e não os incomode com tietagem pura ou perguntas tolas que podem ser respondidas com uma simples pesquisa no Google.

Conhecer gente nova, pessoas interessantes

O modo em que se formam novos contatos no Twitter é peculiar, baseado nas coisas que você escreve e acabam caindo sob olhos distantes. Um erro básico a se evitar é seguir todo mundo ou qualquer um e ir acumulando seguidores e seguidos sem qualquer razão além de números altos. Qual a razão de seguir 10000 perfis? Se o interessante é ler o que os outros escrevem, existe um limite. Também não há sentido em seguir alguém simplesmente porque ele começou a seguir você, ou seguir perfis que são claramente guiados automaticamente por script. Se você entra no Twitter e não segue gente de verdade que tuita regularmente, em pouco tempo abandona o serviço por considerá-lo inútil.

Aprender a ser sucinto e passar uma idéia em 140 caracteres

Graças ao contador que fica ao lado do botão “Tweet”, é fácil ver quando o texto ultrapassa o limite. A melhor saída é cortar palavras desnecessárias ou mesmo abreviar algumas. As vezes basta reescrever de outra forma e sintetizar melhor. Menos é mais.

Ficar esperto na gramática

Assim como em outros lugares na Internet, erros básicos de português acabam atraindo reprimendas, pra dizer o mínimo. Releia seu tweet antes de clicar no botão ou corra o risco de passar vergonha!

Saber de acontecimentos em primeira mão

O Twitter é uma ótima fonte de notícias em primeira mão e um excelente veículo de utilidade pública. Dependendo do escopo que você criou ao escolher os perfis a serem seguidos, é grande a chance de você ler um tweet informando algo que acabou de acontecer, tanto no Brasil como no mundo. Inclusive é comum muitos jornalistas monitorarem o Twitter atrás de pautas. Coisas que você vai ler no jornal de amanhã ou ver na TV a noite, correm primeiro no Twitter.

Ficar esperto e parar de ser um hater pau no cu cagador de regra

Umas das primeiras coisas que você vê ao ingressar nas fileiras do Twitter é que lá existe muita gente que odeia muita coisa e gosta de falar sobre isso. Há gente mal humorada reclamando de todo tipo de coisa e fazendo críticas agressivas e gratuitas ou mesmo zuando ostensivamente pessoas que nunca viram na vida. As vezes um gosto pessoal expressado, um preconceito assumido ou um erro feio de português podem gerar um levante de bárbaros. Você logo se cansa disso, mas não desanime, é possível encontrar grupos de gente fina, elegante e sincera, apenas a fim de dividir alegrias saudáveis e tristezas justas. Encontre sua tribo.

Ver que muitos tentam parecer mais legais, felizes ou bem sucedidos do que realmente são

Como acontece em todo lugar, é claro. Mas no Twitter as pessoas fatalmente vão aos poucos ficando transparentes e é possível compreender as motivações de cada um. Querendo ou não, criam-se alguns rótulos. Com o tempo é possível entender até mesmo o mais obtuso dos tuiteiros.

O Twitter é uma ferramenta social sofisticada e multiuso. Existem mil maneiras de usá-lo, invente a sua

Visto de fora, é difícil ter uma imagem nítida do que é o Twitter e de sua utilidade. Só depois de dedicar algum tempo explorando as possibilidades da rede é que se começa a enxergar todo seu potencial.

Charlie Sheen rehab
Charlie não aceitou o convite
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s